Notí­cias

08.02.2018Nota a população potiguar

Nota a população potiguar

Aquelas pessoas que pensam ser donas da prefeitura, do povo, da cidade de Areia Branca e até da Justiça despejaram mais uma série de denúncias e processos contra mim.

Fui informado que outros tantos virão; boa parte graças a "denúncias anônimas". A ordem lá de cima é tentar que eu seja impedido de ser candidato à reeleição de qualquer jeito.

O caso é de obsessão, que merece tratamento psiquiátrico.

Estou acostumado. 

Desde que comecei minha vida pública tem sido assim: só na Justiça Eleitoral eles já empilheiraram mais de 100 processos contra o mim. 

Assim mesmo, já fui eleito vereador, duas vezes vice-prefeito, duas vezes prefeito e uma vez deputado estadual. Por enquanto.

Bem, eu não preciso detalhar muita coisa nem avivar a memória de ninguém, para que todos saibam de quem eu falo. Areia Branca sabe bem do que estou falando (para um bom entendedor meia palavra basta, já diz o adágio popular).

Meu sentimento não é de ódio, revolta. Eu sinto compaixão. 

A intenção é a mesma de sempre: tentar impedir que eu continue essa marcha vitoriosa, de dar sequência ao meu mandato; à vida pública que abracei ainda muito jovem.

Quero lhes deixar cientes do seguinte: podem usar e abusar dos anônimos podem fazer uso dos processos, podem usar e abusar de espaços na imprensa e nas redes sociais para denegrirem minha imagem, enxovalharem a honra de minha família.

Vocês vão, novamente, se decepcionar. 

Eu não tratarei o mal com o mal. 

Eu não faço e não farei política de forma tão mesquinha, covarde e medrosa, a ponto de usar de expedientes baixos para tentar eliminar adversários.

Os que não conseguiram ter a biografia que eu escrevi até agora, vencendo TODAS, vou repetir, TODAS as eleições das quais participei, vão continuar frustrados.

Estou na Assembleia Legislativa como resultado de um trabalho de anos e anos.

Sou deputado pelo destemor de enfrentar as urnas, gente poderosa e endinheirada, que não tem coragem de disputar o voto e precisa se esconder por trás de uma série de processos, na tentativa de impedir que eu continue fazendo história.

Vou seguir fazendo política por vocação, por paixão e como apostolado popular, jamais como meio de vida.

Aqui quem fala é Souza, Deputado Souza, legítimo representante de todos os norte-rio-grandenses.

Muito obrigado.