Notí­cias

23.08.2018Importância da Odontologia Hospitalar é discutida na Assembleia Legislativa

Importância da Odontologia Hospitalar é discutida na Assembleia Legislativa

Por propositura do deputado estadual Souza (PHS), a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte discutiu, na tarde desta quinta-feira (23), a odontologia hospitalar no estado. Com um auditório lotado, autoridades e profissionais da área debateram sobre a importância da presença e atuação dos profissionais dentistas nos hospitais. O Poder Legislativo, inclusive, discute lei que pode garantir a presença dos odontólogos em todos as unidades de saúde potiguares em que houver pacientes internados.

Durante o debate, os profissionais expuseram a importância da presença dos dentistas nos hospitais. O médico Alfredo Jardim, que coordena a UTI do Walfredo Gurgel, explicou como os odontólogos têm atuação fundamental na saúde dos pacientes, prestando cuidados imediatos especializados, fazendo o acompanhamento constante das pessoas internadas e evitando, assim, o aumento das infecções, que resultam em problemas sérios aos pacientes.


"Para se entubar um paciente, é preciso o cuidado com a cavidade oral. Muitas vezes, os pacientes estão com a mucosa ferida ou têm aparelhos ortodônticos que produzem ferimentos na boca, e são os dentistas que sabem como fazer os procedimentos adequados para evitar que eles permaneçam na UTI com esses ferimentos, que acarretam em infecções graves e dificultam o tratamento", explicou Alfredo Jardim.

Na área financeira, o médico gestor explicou que a presença dos odontólogos contribui significativamente para reduzir os custos com a UTI. De acordo com Alfredo Jardim, o custo diário de um leito chega a R$ 20 mil, aproximadamente. Com a redução do tempo que o paciente permanece internado, a economia nos custos dos hospitais é significativo e, por isso, os gastos que as unidades têm com profissionais da área são compensados.

 Crédito Fotos: Ney Douglas

"O custo mensal do Walfredo Gurgel é de aproximadamente R$ 4 milhões por mês, por exemplo. Com a atuação dos dentistas, evitando que mais pacientes permaneçam mais tempo internados, quanto estaremos economizando? Com certeza, é uma conta que vale a pena", disse Jardim.

Na discussão, também se debateu sobre a importância de investimentos em aperfeiçoamento para a odontologia hospitalar. O presidente do Sindicato dos Odontologistas do RN, Ivan Tavares, parabenizou a Assembleia pelo debate e disse que é importante que todos os profissionais e estudantes da área se empenhem em buscar a garantia da presença dos dentistas nos hospitais.


"Não podemos ficar presos em nossos sindicatos e associações. Essa é uma luta de todos, pelo bem da saúde da população do Rio Grande do Norte", defendeu Ivan Tavares.

A proposta que trata sobre a presença de dentistas na rede hospitalar pública e privada do Rio Grande do Norte está em tramitação nas comissões técnicas da Casa. A tendência é que um substitutivo, com aperfeiçoamentos sugeridos pela sociedade, seja finalizado nos próximos dias, já ficando pronto para a votação em plenário.